3 remédios que você não deve dar ao seu cachorro

3 remédios que você não deve dar ao seu cachorro

Assim como para os seres humanos, algumas drogas podem provocar reações alérgicas e outras complicações no organismo dos pets. É preciso estar sempre atento e saber direitinho o que você está dando para o seu amiguinho. Para te ajudar, o PetSaúde escolheu 3 remédios que você não deve dar ao seu cachorro. Olha só!

Quem não se incomoda ao ver o seu pet sentindo dor ou fragilizado por alguma doença? Embora soframos junto com eles, não podemos simplesmente medicá-lo como se estivéssemos nós mesmos sentindo os sintomas. O organismo deles é diferente do nosso e é exatamente por isso que devemos prestar muita atenção na hora de dar algum remédio ao nosso bichinho de estimação. Pensando em você e no seu pet, o PetSaúde vai te contar 3 remédios que você não deve dar ao seu cachorro.

1 – PARACETAMOL

Um dos remédios mais comuns e que mais utilizamos no nosso cotidiano é o paracetamol, porém não se engane achando que, por ser algo comum na vida dos humanos, tal medicação pode ser dada tranquilamente aos cachorros. Nesse caso, o problema não é nem tanto a substância em si e sim a dosagem. Apesar de aparentemente fraca, a miligramagem normalmente tomada pelos humanos já é mais do que suficiente para envenenar o seu cachorrinho. Portanto, você não deve dar esse composto ao seu pequeno amigo.

2 – IBUPROFENO

Outra medicação facilmente encontrada no nosso dia a dia, o ibuprofeno é conhecido por ser utilizado para combater inflamações, mesmo assim você não deve dar aos cães em altas dosagens. No organismo dos cachorros, esse composto pode rapidamente acender a níveis nocivos, podendo causar uma grave intoxicação, além de naturalmente levar a hemorragias, úlceras e insuficiência renal. Não preciso nem falar mais nada, né? Tenha muito cuidado com esse remédio e com os seus efeitos nos dogs.

3 – ASPIRINA

Um dos efeitos mais conhecido desse tipo de remédio é a usa ação veloz sobre o sangue, mais especificamente sobre as plaquetas – componentes que auxiliam diretamente na coagulação sanguínea. Então, se o seu cachorro estiver apresentando algum corte ou ferimento aberto, você não deve dar aspirina a ele, pois ela dificultará bastante o estancamento do sangramento. Ela é especialmente perigosa quando misturada com anti-inflamatórios. Os sintomas que o cãozinho poderá apresentar variarão de distúrbios hemorrágicos até dificuldades respiratórias.

Para mais informações, é só acessar nosso site e escolher o plano de saúde animal que mais se encaixa para você e para o seu pet!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *